Make your own free website on Tripod.com


Compre seus livros sem sair de casa pela Booknet

Clique no livro que desejar.

  • Recomendamos


    • 1.António de Alcântara Machado


      Ler:

    • Brás, Bexiga e Barra Funda
    • O cotidiano dos imigrantes italianos que trabalhavam nas indústrias destes bairros paulistas é relatado pelo cronista modernista.

      2.Dênis de Moraes

      Ler:

    • O imaginário vigiado
    • José Olympio Editora.
      O autor analisa o discurso influenciado pelo realismo socialista nos periódicos comunistas no Brasil de 1947 a 1953.
    • O Velho Graça
    • .José Olympio Editora.
      Biografia completa do escritor Graciliano Ramos.

      4.Eduardo de Assis Duarte.


      Ler:

    • Romance em Tempo de Utopia
    • . Crítica Literária. Editora Record.
      Análise da obra de Jorge Amado durante seu engajamento político e ideológico com o PCB.

      5. Edward Said


      Ler:


    • Cultura e Imperialismo.
    • .Cia das Letras
      Este livro elucida algumas questões para melhor compreendermos a História da Cultural da Colônias. Neste livro o autor examina as relações e pressupostos imperialistas que influenciaram a política e a cultura colonial. Analisa desde romances do século XIX até a cobertura jornalística da Guerra do Golfo.


      Eric Hobsbawm


      Ler:


    • A Era das Revoluções.
    • .

    • O autor mostra a importância da Revolução Francesa e da Revolução Industrial Inglesa na consolidação das idéias Liberais, assim como suas conseqüências.

    • A Era do Capital
    • . História.Editora Paz e Terra.

    • A Era dos Impérios.
    • História.Editora Paz e Terra.
    • A Era dos Extremos.
    • História. Cia das Letras.


      O historiador inglês analisa o século XX, que no seu ponto de vista, considerado "breve, começa com o Revolução Bolchevique em 1917 e termina com a queda do Muro de Berlim em 1989.

      7.Jeffrey Lesser

      Ler:

    • O Brasil e a Questão Judaica.

    • Esta leitura permite uma melhor compreensão sobre a imigração judaica para o Brasil durante a perseguição aos judeus na Europa e a política discriminatória no Brasil durante a vigência do Estado Novo.

      8.João Carlos Rodrigues

      .

      Ler:

    • João do Rio-Uma Biografia.
    • Topbooks.
      Biografia do cronista e colunista social da Belle Époque João do Rio.

      9.Leandro Konder.


      Ler:


    • Walter Benjamin- O marxismo da melancolia
    • . Filosofia.Editora Campus.

      Visão geral e didática para compreensão da obra do pensador alemão Walter Benjamin.


    • Marx Vida e Obra.
    • Filosofia.Paz e Terra.


      10.Luís Filipe Ribeiro


      Ler:


    • Mulheres de Papel
    • . Eduff. Literatura e História da Cultura.


      Partindo dos romances de Machado de Assis e José de Alencar, o autor não só faz a análise do discurso literária, mas uma leitura da cultura do século XIX.


      11.Manuel Bandeira

      Ler:


    • Vou-me embora para Pasárgada.

    • Poesias de Manuel Bandeira em que está incluído Vou-me embora para Pasárgada, o mundo idealizado do poeta.


    • Poesia Completa e Prosa 1 - Volume
    • - Editora Nova Aguilar.

    • Estrela da Vida Inteira
    • .
      Homenagem dos amigos de Manuel Bandeira pelo seu octagésimo aniversário, dois anos antes de seu falecimento.


      12.Mikhail Bakhtin.


      Ler:


    • Cultura Popular na Idade Média e No Renascimento
    • .UNB.

      A obra de François Rabelais dá subsídios para que o teórico russo Bakhtin estude a Cultura Popular na Idade Média confrontando-a com o Renascimento.

      13.Moacyr Scliar


      Ler:


    • Sonhos Tropicais
    • Biografia de Oswaldo Cruz muito bem apresentada mesclada aos conflitos de um médico desempregado nos nossos dias. Entremeando passado e presente, além da biografia do médico-sanitarista Oswald Cruz, Scliar nos dá subsídios para compreender os problemas sociais e da saúde brasileira.

      14. Oscar Wilde


      Ler:


    • O retrato de Dorian Gray. Romance.
      O mais importante romance do autor irlandês. Wilde provoca mais uma vez a rígida sociedade vitoriana ao explorar os limites da moralidade. O prefácio do romance contém alguns aforismos sobre arte e literatura, porém termina com o seguinte:

      Toda arte é completamente inútil.

      Neste romance, Wilde coloca que arte e moralidade caminham separadamente. Dorian Gray é uma tragédia. Seus personagens são auto-destrutivos, o personagem central é desesperadamente um suicida em potencial e um mártir.

      Em O retrato de Dorian GrayWilde apresenta a estética como algo simultaneamente amaldiçoado e perigoso.

      15. Oswald de Andrade

      Ler:


    • Serafim Ponte Grande
    • . Editora Globo.

      Livro-marco na obra de Oswald de Andrade, pois inicia uma nova fase na obra do autor. Nele Oswald se posiciona politicamente. Este romance retrata satiricamente o brasileiro.


    • Santeiro do Mangue e outros poemas
    • .Editora Globo.

      Censurado por sessenta anos, este romance denuncia as insituições burguesas,a igreja e a exploração das relações humanas no Mangue. Neste volume ainda temosCântico dos cânticos para flauta e violão,poesia repleta de lirismo que Oswald fez para sua última mulher, Maria Antonieta d'Alkimin.

      "Sol da montanha
      Sol esquivo da montanha
      Felicidade
      Teu nome é
      Maria Antonieta d'Alkimin


    • O Rei da Vela
    • .Teatro. Editora Globo.

      Peça escrita em 1933, satirizando e parodiando a aristocracia cafeeira decadente de São PAulo e o nascimento de uma nova elite. Censurada na época, só foi encenada em 1969 pelo Grupo do Teatro Oficina, sob direção de José Celso Martinez Correa.


    • Estética e Política
    • . Editora Globo.
      Ensaios de Oswald sobre a questão estética relacionando com a Antropofagia, o Movimento da Poesia Pau-brasil e o Marxismo.

    • Marco Zero I - A revolução melancólica
    • . Editora Globo.
      Neste romance de 1935, Oswald já está filiado ao PCB. Cria personagens que intencionam "conscientizar" o operariado e o campesinato brasileiro. Ainda neste romance, avalia a Revolução Paulista de 32.

    • Marco Zero II - Chão
    • .EDITORA GLOBO.
      Dentro ainda do projeto Marco Zero que fora projetado para ter cinco volumes, Chão é o segundo e o último. Nele Oswald de Andrade está mais tece algumas críticas ao PCB, mas continua acreditando numa sociedade igualitária para todos. O sonho de todos terem um pedaço de chão ainda é discutido neste romance.

    • Utopia Antropofágica
    • .EDITORA GLOBO.

      Ensaios. O Manifesto Antropófago e vários ensaios sobre a Cultura Brasileira, bem como a formulação das teses do MAtriarcado Pindorama estão neste volume, que traz ainda o prefácio de Benedito Nunes Antropofagia ao alcance de todos


      16.Peter Burke


      Ler:


    • Linguagem, indivíduo e sociedade
    • .Editora Unesp.

      História social e da linguagem.

      17.Salman Rushdie

      .

      Ler:


    • O último suspiro de um Mouro.
    • . Cia das Letras
      Escrito após Os versos satânicos, este romance relata o pluralismo e os conflitos gerados pela intolerância, num país multicultural como a Índia.

      18. V.S. Naipul

      .

      Ler:


    • Índia - Um milhão de motins agora-
    • . Cia das Letras.
      A Índia de hoje vista pelos olhos de um caribenho descendente de indianos. Visitando a Índia o autor relata as tradições e os paradoxos de uma país multicultural.

      EM CONSTRUÇÃO.

    HOME